CQM - Centro de Química da Madeira

Conteúdo

CQM

 

Membro



MICROSCÓPIO ELETRÓNICO DE VARRIMENTO DO CQM (SEM)

A Microscopia Eletrónica de Varrimento do Centro de Química da Madeira (CQM, Universidade da Madeira) tem como principal objetivo apoiar a investigação no Centro, sendo utilizada como ferramenta de rotina para a caracterização superficial de amostras pelos investigadores do CQM dos seguintes Projetos de I&D: Post-Doc, PhD, estudantes de Bioquímica (BSc e MSc) e de Nanoquímica e Nanomateriais (MSc). Além disso, o SEM do CQM está aberto a serviços externos (outras instituições públicas ou privadas)

 

A TÉCNICA DE MICROSCOPIA ELECTRÓNICA DE VARRIMENTO

Através do SEM, um feixe de eletrões focado causa emissões de eletrões que são detetados, medidos e espacialmente convertidos em imagens. É frequentemente usada na ciência de materiais, na química e bioquímica para a caracterização estrutural de superfícies; topografia e/ou para a quantificação de compostos químicos..

 

Serviços analíticos

  • Imagem por eletrões secundários
  • Imagem por eletrões retrodifundidos
  • Análise elementar incluindo mapeamento por raios-X
  • Tamanho e contagem de partículas
  • Análise de fibras
  • Reconstrução 3D da rugosidade
  • Preparação especializada de amostras

 

Aplicações

A possibilidade de observação direta de estruturas através da microscopia eletrónica de varrimento permite a importante correlação entre o processamento e as propriedades dos materiais O estudo da natureza da superfície dos materiais é relevante para os produtos naturais, nanomateriais e muitas disciplinas científicas, como medicina, meio ambiente, microeletrónica ou engenharia mecânica, porque muitas propriedades dos materiais são determinadas precisamente pela sua superfície e interface.

O SEM é rotineiramente usado para gerar imagens de alta resolução da forma de objetos e para mostrar variações espaciais na composição química.

Se não está afiliado ao CQM / UMa e gostaria de realizar a caracterização SEM, entre em contato connosco ( Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ) e verifique os preços..

 

Equipamento SEM

O equipamento foi instalado no CQM/UMa ao abrigo do seu financiamento estratégico - Referência do projeto: UID/QUI/00674/2013.

Gestor da unidade (UM): João Rodrigues

Técnico da unidade (UT): Carla Miguel

 

 

TIPO DE EQUIPAMENTO

Microscópio de bancada SEM Phenom - Pro X

Microscópio eletrónico de varrimento com análise qualitativa e quantitativa da composição química da amostra por EDS (espetroscopia de raios-X de dispersão de energia).

Especificações EDS:

Gama de elementos detetados: desde o Boro (Z=5) ao Amerício (Z=95)

Detetor:

- Silicon Drift Detector (SDD)
- Arrefecido por efeito Peltier

 

Modos de imagem:

Ótica - ampliação: 20 - 135x

Eletrónica - Ampliação: 80 - 135 000x

 

luminação:

Ótica - LEDs

Eletrónica – Fonte termiónica de CeB6. Voltagem: 5, 10 e 1 5 KV ajustável de 4.8 KV em passos de 1 KV. Resolução ≤ 10nm a 10 KV.

 

Deteção de imagem:

Ótica

Eletrónica:

- BSD (detetor de eletrões retrodifundidos)

- SED (detetor de eletrões secundários).

 

Acessórios

  • Rato giratório
  • Porta amostras
    • Standard [Tamanho máximo da amostra: 25mm (Ø) x 30mm (altura)]
    • com redução de carga [Tamanho máximo da amostra: 25mm (Ø) x 30mm (altura)]
    • com controlo de temperatura [Tamanho máximo da amostra: 25mm (Ø) x 5mm (altura)]
  • Teclado para controlo de temperatura

 

Software

  • Windows 7 PRO LCP
  • ProSuite – aquisição de imagem, processamento e análise

 

Requerimentos infraestruturais

  • Fonte de energia
  • Bomba de Pré-Vácuo
  • Unidade de arrefecimento

 


 

 

- SEM do Centro de Química da Madeira.


Tabela de Preços

Serviços de Microscopia Eletrónica de Varrimento

O preço do serviço divide-se em três classes::

  1. Centros Nacionais FCT
  2. Laboratórios Públicos Regionais e Nacionais
  3. Empresas e Laboratórios ou Centros privados de investigação

As taxas de utilização destinam-se a cobrir as despesas SEM do CQM (consumíveis, peças, manutenção ...). Tempo mínimo 1 hora.

Escolha a classe que melhor se adapte ao seu caso ou consulte-nos usando o endereço: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

 

 

Classe 1

Classe 2

Classe 3

Serviços analíticos (€/h)

35

50

90

Preparação especializada de amostras

5

6

8

(Acresce IVA à taxa legal em vigor)

Submeter Amostra


REGULAMENTO DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO SEM / DIREITOS E DEVERES DOS UTILIZADORES

- Direito à utilização do equipamento, cumprindo as regras de utilização definidas nos termos aprovados pelo Centro;

- Compete ao Centro a responsabilidade por danos e/ou avarias perpetrados no equipamento que lhe está afeto, desde que não cobertos pela garantia e seguro;

- Dever de prestar as garantias, quando exigidas, para salvaguarda dos danos e/ou avarias ocorridas no equipamento;

- Manter em boas condições de funcionamento o equipamento.

 

Gestão do equipamento e organização

Técnico de Unidade (membro do centro designado por concurso público) – UT

Atribuições – responsável pela gestão do equipamento.

- Fazer relatórios semestrais acerca do funcionamento da Unidade. Enviar ao UM.

- Responsável pela elaboração dos horários de utilização do equipamento de acordo com as normas de funcionamento do centro.

- Fazer recomendações ao UM acerca da atualização ou compra de material de maneira a garantir um serviço eficiente.

Utilizador da Unidade - UU

Definição - qualquer investigador, grupo de Investigação ou Entidade que requer tempo de utilização do SEM

Incumbências do UU:

- Preencher o formulário de utilizador/registo de amostra e o livro de registo do equipamento em conformidade com as normas de funcionamento do Centro.

 

Diretrizes Gerais

Estas diretrizes procuram ser justas para todos os utilizadores do equipamento SEM e, como tal, devem ser seguidas por todos.

Os utilizadores que violam estas diretrizes serão proibidos de usar o microscópio.

  • Somente utilizadores autorizados terão acesso ao microscópio. Para obter autorização de utilização do equipamento, TODOS devem primeiro receber treino mesmo que já estejam familiarizados com a técnica, pois pode sempre haver utilizadores que possam ter receio de dizer que não sabem usar o equipamento.
  • Novos utilizadores devem registar-se solicitando, ao UM, o login/senha de utilizador e preencher um formulário de registo de utilizador/dados de amostra (ver formulário). Esteja ciente de que o seu supervisor tem de ser informado da sua inscrição SEM com antecedência. E-mail para consultas:  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .
  • Seja responsável e cuidadoso. A curiosidade é boa, mas não com um equipamento caro.
  • Lembre-se de que o seu supervisor pode ter que pagar o seu tempo de utilização. Como tal, deve registar apropriadamente o seu tempo de análise no livro de registo do equipamento.
  • O custo final de cada experiência leva em consideração: custos de manutenção, tipo de experiência, tempo total de utilização e classe de utilizador. Para obter detalhes sobre os preços aplicáveis, consulte a nossa tabela de preços.
  • Se houver uma reserva feita, TEM QUE RESPEITÁ-LA, mesmo que seja uma emergência. Não comece uma análise, a menos que haja tempo suficiente para terminá-la antes do próximo utilizador. Da mesma forma, NÃO agende uma análise sobre a hora, planeie o seu tempo corretamente ou aguarde uma vaga. Para mais informações sobre reserva de tempo, entre em contato:  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
  • As amostras para SEM devem estar adequadamente rotuladas e devem ser removidas do suporte da amostra SEM após a conclusão da análise. Amostras não identificadas serão descartadas.
  • Registe SEMPRE o seu trabalho no livro de registo do equipamento.
  • Deve registar qualquer problema com o equipamento ou software no livro de registo do equipamento e informar o UT o mais rápido possível (pessoalmente ou por e-mail).
 
Copyright © 2017 Centro de Química da Madeira. Todos os direitos reservados. - FCT ref. CHEM-Madeira-Funchal-674 | Projeto UID/QUI/00674/2013